Solar Maria Carolina: Pousada Gourmet a caminho de Inhotim

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

Os caminhos de Minas Gerais escondem valiosas surpresas que estamos descobrindo e trazendo para vocês aqui no blog. Uma destas surpresas é o Solar Maria Carolina, uma pousada que após nossa estadia, carinhosamente apelidamos de Pousada Gourmet.

A Pousada Solar Maria Carolina está localizada em Mário Campos, um município com cerca de 15 mil habitantes, há 50 km de distância de BH. Mário Campos é uma das 13 cidades que compõem o Circuito Veredas do Paraopeba.

O Solar está também há aproximadamente 18 km de Inhotim, em Brumadinho. O que permite que você visite o Instituto com tranquilidade sem se preocupar com o cansaço na hora de regressar para casa. Mas, como já havíamos visitado Inhotim recentemente, decidimos conhecer e curtir apenas a estrutura da pousada.

Partimos no sábado bem cedinho rumo ao nosso aconchego do fim de semana. No caminho, conversávamos sobre como seria essa experiência e nossas expectativas. “Confesso que ainda não estivemos em um lugar que nos surpreendesse tanto!” – Mateus.

Fomos recepcionados pela Carol que, juntamente com seu marido Willem, administra o Solar. Diferente de outros lugares, não fomos direto conhecer o quarto e despachar as malas, fomos convidados para sentar e experimentar um cafezinho passado na hora com uma broa de fubá. Se a primeira impressão é a que fica, estávamos apaixonados pela pousada.

Ficamos batendo um papo no balcão da cozinha enquanto acompanhávamos todo o movimento ali dentro, conhecemos um pouco da história da pousada, da Carol e do Willem, Chef de cozinha Holandês e conhecedor da boa cerveja. Alguns minutos depois fomos para o nosso cantinho.

Solar

Experimente sentar e acompanhar os movimentos na cozinha

Se já estávamos felizes com a recepção, ficamos mais ainda quando vimos uma placa de BEM VINDOS na porta do nosso quarto. Lá dentro, simplicidade e muito conforto.

Ah! Já íamos esquecendo… Willem é chef, mas a Carol não fica atrás não… Ela faz quitutes deliciosos! Bolos, broas, tortas, pães e biscoitos… até o sabonete que utilizamos durante a hospedagem foi feito por ela. “Eu até ganhei um de lavanda, que é muito bom!” – Lu.

montagem-solar

Da placa de boas vinda ao sabonete artesanal, tudo é especial

Aproveitamos o calor para passar a tarde curtindo a área da piscina, experimentando uma cerveja artesanal (que adoramos!), batendo um papo com os outros hóspedes e fazendo várias fotos.

solar

Sucos naturais para espantar o calor

Solar

O espaço que mais aproveitamos, igual crianças

Depois de tanto curtir, uma pausa para o almoço. E mais uma vez fomos surpreendidos pelo cardápio elaborado, uma saborosa lasanha, o prato preferido da Lu.

solar

Lasanha para o almoço, leve e deliciosa

Descobrimos também que Carol e Willem literalmente colocam a mão na massa e cozinham todas as refeições do Solar, contando apenas com um auxílio de sua dedicada equipe. E tudo é bem novinho e fresquinho. As ervas e verduras são colhidas na hora, direto da horta que cultivam ali pertinho.

Os pratos são leves e saborosos, e o ambiente é bem simples, mas com um toque de sofisticação que proporciona um delicioso aconchego.

solar

Durante o dia, decoração com cores e muita descontração

De tardezinha, um café para espantar o sono acompanhado por bolo de beterraba e pão de queijo caseiro, mais uma especialidade da Carol que aprovamos!

solar

Bolo de beterraba, uma grata surpresa

Quando achávamos que já tínhamos visto tudo, à noite o lugar se transformou. Todas as cores e luzes sumiram, e um gostoso ambiente à luz de velas proporcionou o intimismo de um verdadeiro bistrô aos hóspedes.

solar

A noite, o Solar se transforma

Aproveitamos o conceito cozinha aberta do Solar e fomos acompanhar a finalização dos pratos para o jantar. No cardápio, Frango com Quiabo e Ragu de carne com Polenta. “Foi difícil acompanhar todo o processo e esperar a hora certa para comer, mas eu tinha que ser educado… Kkkk…” – Mateus.

solar

Enquanto o Chef cria…

solar

…acompanhamos com um bom vinho!

solar

O delicioso processo de criação dos pratos

Após o jantar, hora do chá… hora de dormir.

Dormimos ao som de uma gostosa chuva (não é possível que até nisso eles pensaram… rsrs…) e acordamos na preguiça do domingo para o café da manhã. “Quase chorei de emoção quando vi um dos pratos que mais comia quando era criança, mingau de fubá com queijo derretido. Amo!” – Lu.

O café era bem servido e muito chamativo: bolos, broas, pães, pão de queijo caseiro e até um bolinho de batata doce com alecrim, uma coisa mais gostosa do que a outra. O café moído e passado na hora também estava perfeito.

solar

Variado e saboroso, esse é o café da manhã

Curtimos mais alguns momentos na área de piscina. “Mateus brincou com as boias, caiu, levantou, tentou filmar e nada deu certo… rsrs…” – Lu. Depois arrumamos nossas malas e deixamos a pousada mais cedo, pois tínhamos um almoço marcado no Rancho do Peixe, em Casa Branca.

solar

Mais algumas fotos para fechar o domingo

solar

E uma breve curtida no melhor cantinho da pousadasolar

Apaixonamos por cada detalhe da pousada

Agradecemos de todo coração a Carol, Willem e toda equipe do Solar Maria Carolina pela dedicação, atenção, simplicidade e carinho. Voltamos para casa com um lugar sensacional na memória e o sentimento de ter feito novas e boas amizades. Até breve!

Luiza e Mateus
www.casalmil.com.br

 

Estivemos no Solar Maria Carolina entre os dias 18 e 19 de março de 2017. O Casal Mil se hospedou a convite da pousada, mas todas as opiniões aqui relatadas são isentas e imparciais, o que reflete nossa real experiência.

Veja também:

+ Um caminho de descobertas até Inhotim

+ Fazenda do Tanque Gastrô

+ Vale conhecer, Fazenda Vale Amanhecer

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someonePrint this page

6 comentários em: “Solar Maria Carolina: Pousada Gourmet a caminho de Inhotim

  1. “Perfeito”. Conheço muito essa região que se compreende entre as cidades de Mário Campos, Brumadinho e Sarzedo. Realmente, é uma região muito charmosa com uma riqueza natural imensa. Aliada a tudo isso o Inhotim. Parabéns pela bela matéria. Mário Campo, cidade…rs. Não Distrito…rs

  2. Estivemos hospedados em fevereiro e nunca me senti tão bem em um lugar.
    O carinho, o carisma do casal Carol e Willen são algo fantástico.
    Adoramos tudo..
    Quando quiserem fazer um carinho a vcs vão até lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *